CRIMES

Conheça a história do pistoleiro Joaquim Catanã e seu trágico fim no Piauí

O bandido era terror de 4 estados entre os anos 50 e 70

24/07/2021 18h00
Por: Redação
956
O pistoleiro em foto dos anos 60, quando foi preso (Reprodução)
O pistoleiro em foto dos anos 60, quando foi preso (Reprodução)

Neste domingo (25/7) a partir das 7h estaremos veiculando no canal TONI RODRIGUES ALÉM DA NOTÍCIA vídeo contando a história do pistoleiro “Joaquim Catanã”. Ele aterrorizou os estados do Piauí, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte entre os anos 1950 e 1970.

Mesmo preso no Piauí ele saía nos finais de semana, por bom comportamento, para cumprir agenda de assassinatos. Ele enganava as autoridades dizendo que tinha se regenerado e estava estudando para ser advogado.

Uma denúncia publicada pelo jornal CORREIO DA MANHÃ desmascarou a trama de Catanã. Logo depois ele seria morto de forma inusitada – e trágica para os padrões da época.

 

 

>>> Recortes do jornal DIÁRIO DA NOITE, do Rio de Janeiro, com notícia sobre prisão de Catanã (Reprodução)

Confira nosso vídeo, deixe seu like e inscreva-se no canal. O vídeo deu bastante trabalho para ser feito, reunir informações, organizar o conteúdo e finalmente roteirizar e gravar. Espero que vocês gostem.

Após o vídeo produzido conseguimos encontrar outro rico material sobre a prisão do facínora. Um exemplar do jornal DIÁRIO DA NOITE, do Rio de Janeiro, de 20 de fevereiro de 1956, em que se trata sobre a prisão do elemento perigoso.

>>> O famoso jornalista Deoclécio Dantas, que desvendou o plano de Catanã para continuar matando (Acervo)

Lembre-se de compartilhar nas suas redes sociais e marcar seus amigos, familiares e admiradores. Muito grato a todos pelos 35,2 mil inscritos, todos orgânicos, sem qualquer tipo de impulsionamento. (TR)

1comentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias