ESCÂNDALO

Vazamento PMT: Robert chama de canalhas os autores da denúncia

Escândalo de vazamento na prefeitura de Teresina compromete sigilo de contribuintes

04/10/2021 07h02
Por: Redação
162
Robert atacava Wellington na Assembleia depois ia se abraçar com ele
Robert atacava Wellington na Assembleia depois ia se abraçar com ele

O vice-prefeito de Teresina e secretário de Finanças, Robert Rios, gravou um vídeo em que fala sobre o escândalo de vazamento de dados na prefeitura. Ele chama de canalhas aqueles que repercutiram a grave situação proveniente de uma investigação do Tribunal de Contas do Estado na qual ele é apontado como omisso diante do vazamento de dados fiscais sigilosos de centenas de milhares de contribuintes.

O secretário poderia ter ficado calado porque assim a repercussão não seria tão escabrosa para ele. Chamar os outros de canalha é uma tática ultrapassada e muito conhecida de um certo ex-deputado que chamava o governador de canalha na tribuna e depois ia sentar com ele pra beber e confraternizar sobre a ignorância do eleitorado.

Quem vive de política, no Piauí, vive querendo atemorizar os outros para que nada se diga sobre os seus malfeitos. O caso do senhor Aratã Piauilino é um absurdo em todos os sentidos. Ele agiu impunemente de fevereiro a agosto e somente foi exonerado algumas semanas antes do escândalo estourar.

Significa que ele teve tempo de fazer o contrato de boca, vazar os dados, gerenciar o vazamento para utilização que ainda não sabemos qual e somente depois foi demitido pela prefeitura. Os técnicos do TCE chamam isso de omissão. Mas certamente o nome disso é muito mais abrangente e muito menos elegante.

Não vai ser arrotando prepotência na internet que o secretário vai conseguir silenciar a indignação da população teresinense. (Toni Rodrigues)

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias