Domingo, 25 de Outubro de 2020
86 99979-7842
Educação CURSINHOS POPULARES

Por que a pressa do governador em retomar aulas no Ensino Médio

Executivo tem compromisso com entidade que realiza Cursinhos Populares agora rebatizados de Pré-Enem Seduc

22/09/2020 21h58 Atualizada há 1 mês
650
Por: Redação
Wellington Soares coordena Pré-Enem Seduc (Foto/Reprodução)
Wellington Soares coordena Pré-Enem Seduc (Foto/Reprodução)

Nesta semana, os professores da rede estadual de ensino foram surpreendidos com declarações do governador Wellington Dias (PT) anunciando retorno das aulas, do Ensino Médio, para terça-feira (22). Em plena pandemia do Coronavírus, os docentes da Seduc (Secretaria de Educação) esperavam uma volta lenta, gradual e segura.

No entanto, a Seduc deseja que isso aconteça imediatamente. A partir de terça, os professores e diretores deveriam iniciar a elaboração de projetos de retomada. Ocorre que as escolas não possuem recursos para tal. Pelo decreto, os estudantes podem escolher se vão para a sala de aula ou ficam em casa. Os professores, não.

O que muitos se perguntam é a razão de toda essa pressa para reiniciar as aulas, mesmo que isso signifique colocar em risco a saúde de milhares de professores e alunos. Acrescente-se ainda o fato de que tudo está sendo feito a toque de caixa. Não havia nenhuma preparação prévia ou anúncio antecipando a situação.

Na sexta-feira (18), o governador postou vídeo em suas redes sociais anunciando retorno para terça-feira seguinte. Não houve discussão com o magistério nem com alunado. A explicação para tudo isso pode residir no compromisso com o sistema Pré-Enem Seduc, que oferece Cursinhos Populares para estudantes da rede estadual em parceria com a Secretaria de Educação.

O projeto é coordenado pelo conhecido professor Wellington Soares, quadro do PT, que em passado recente manteve o Instituto Civitas, que ministrava ao final de cada ano letivo, nos governos petistas, os mencionados cursinhos. Na época, entre 2009 e 2010, foi contratado o Instituto Civitas ao custo de R$ 3,4 milhões.

A parceria, bastante rentável para os administradores da fundação, foi encerrada em 2011, no governo Wilson Martins. Na época, Wellington Soares reclamou de que o estado tinha ficado devendo cerca de R$ 1,3 milhão, mesmo diante dos serviços prestados. Reclamou que a entidade tinha compromisso com 1.889 professores e 275 coordenadores. Manteria atuação em 206 cidades.

Retomado em 2015, com a volta do PT ao poder, o projeto agora se chama Pré-Enem Seduc (rebatizado este ano, por conta da pandemia), para Pré-Enem Seduc Live. O que se sabe é que possui 40 turmas em Teresina e outras 60 no interior, nas maiores cidades. A retomada desse projeto foi feita sem a devida transparência. O governo não informou quanto está pagando para os coordenadores. (Toni Rodrigues)

1 comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI
Atualizado às 07h24 - Fonte: Climatempo
26°
Poucas nuvens

Mín. 24° Máx. 37°

28° Sensação
4 km/h Vento
84% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (26/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 38°

Sol e Chuva
Terça (27/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 37°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias