Segunda, 26 de Outubro de 2020
86 99979-7842
Política QUEIMADAS

Bombeiros não têm condições para combater incêndios que se alastram em todo o Piauí

Corporação possui efetivo reduzido e presença em apenas quatro cidades; época do ano regista aumento em ocorrências

02/10/2020 17h28
381
Por: Redação
Incêndios avançam sobre área urbana de São Miguel do Tapuio (Foto/Redes Sociais)
Incêndios avançam sobre área urbana de São Miguel do Tapuio (Foto/Redes Sociais)

O Piauí conta historicamente com grande número de queimadas em todo o seu território com tendência de crescimento nos meses de setembro a dezembro considerados os mais quentes do ano. Em contrapartida, o Corpo de Bombeiros Militares enfrenta muitas dificuldades, especialmente no tocante à estrutura, para atender as demandas impostas.

O presidente da Abmepi (Associação de Bombeiros Militares do Piauí), tenente Flaubert Rocha, concedeu entrevista e disse que “temos um efetivo pequeno muito reduzido e uma má distribuição, onde temos apenas a presença em quatro cidades, Teresina, Parnaíba, Floriano e Picos.”

>>> Tenente Flaubert preside associação de Bombeiros Militares

Acrescentou que em Floriano e Picos, as unidades, com seu pequeno efetivo, têm que cobrir uma área enorme, chegando atender ocorrências dessa natureza a mais de 200km de sua sede.

“Nesse período do ano, com altas temperaturas, aumenta as ocorrências de fogo em vegetação, de limpeza pra plantio na zona rural e na zona urbana na limpeza de terrenos e a própria característica de nossa vegetação, o bioma caatinga e cerrado aumentando a propagação do fogo.”

Só no ano passado foi registrado 6.512 focos de incêndio de acordo com INPE. “Nossa Instituição não tem um sistema de monitoramento mais eficiente”, pontuou. Flaubert Rocha disse que este ano já foram registrados 5.014 focos ativos de incêndio.

“Nossa Associação solicita ao governo do Estado concurso pra 200 soldados Bombeiros”, disse Flaubert. “Em 2017 teve uma tentativa de diminuição inclusive do efetivo, projeto mal elaborado que traria muito prejuízo inclusive pra carreira dos bombeiros.”

IMAGENS CHOCANTES DE SÃO MIGUEL DO TAPUIO

Ao longo desta semana, no município de São Miguel do Tapuio, região norte do estado, houve vários incêndios simultâneos, de acordo com o capitão Cruz, que comanda o policiamento naquele município. Ele disse que os incêndios ocorreram nas matas do entorno por conta de ações dos pequenos produtores rurais. Nesta época do ano eles promovem queimadas para limpeza. O ato saiu de controle e se espalhou perigosamente para a área urbana de São Miguel do Tapuio. As imagens foram amplamente divulgadas pelas redes sociais.

MAIS FOCOS DE QUEIMADAS 

Em 2018, o estado foi apontado oficialmente como o de mais focos de queimadas monitoradas no Brasil. O levantamento foi realizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Os dados colhidos através de satélite detectaram 529 focos de queimada em apenas 48 horas. O estado conseguiu superar, naquela oportunidade, em muito o estado da Bahia, que registrou 449 focos.

Todos os anos o Piauí atinge altos índices de registros de queimadas por conta das altas temperaturas e baixa umidade que atingem todo o estado. Naquele ano foram registrados mais de 53 mil focos de queimadas.

Em 2019, o Piauí teve o maior número de focos de incêndio dos cinco anos anteriores entre janeiro e maio. De acordo com o INPE, o estado alcançou o número de 382 focos de incêndio.

TRÊS VEZES MAIS CASOS

No mês de agosto de 2019, o Corpo de Bombeiros do Piauí atendeu três vezes mais casos de incêndios e queimadas em vegetação do que a média dos meses anteriores. Segundo a major Najra Nunes, relações públicas da corporação, nos meses anteriores, a média diária de atendimento era de até cinco casos por dia.

O problema persiste. Os casos de incêndios parecem aumentar drasticamente na medida em que praticamente inexiste uma estrutura de combate ao problema. O Corpo de Bombeiros militares padece, historicamente, da falta de condições.

PROJETO DE REESTRUTURAÇÃO

Há 3 anos foi apresentado um projeto de reestruturação que admite toda a dificuldade enfrentada e propõe, na análise das possibilidades e viabilidades, uma concessão ou Parceria Público Privada para desconcentração e reestruturação da corporação.

O documento informa que o Corpo de Bombeiros do Piauí conta com um efetivo de 300 bombeiros militares que atendem a todas as solicitações dentro do território piauiense. “As demandas cada vez maiores da sociedade exigem maior capacidade de resposta de nossa Corporação”, enfatiza.

Reconhece, ainda, que existem cada vez maiores contenções financeiras impostas pela gestão pública, em todas as suas esferas, ao tempo que, num caminho inverso, “as demandas recebidas pelo Corpo de Bombeiros apresentam viés de aumento.” (Toni Rodrigues)

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI
Atualizado às 04h19 - Fonte: Climatempo
27°
Muitas nuvens

Mín. 23° Máx. 38°

29° Sensação
13 km/h Vento
79% Umidade do ar
90% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (27/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 37°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quarta (28/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 37°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias