Segunda, 26 de Outubro de 2020
86 99979-7842
Política MENSALINHO NA NET?!

Operação Fake SMS: Ao invés de se defender e explicar, Governo prefere ameaçar Polícia Federal

Matéria completa. Resta pouco a esclarecer. Polícia Federal garante que contrato do governo com empresa é fato comprovado

16/10/2020 17h14 Atualizada há 1 semana
514
Por: Redação
Jornalista Allisson Bacelar divulgou nota ameaçadora: processo judicial contra PF (Foto/CCOM)
Jornalista Allisson Bacelar divulgou nota ameaçadora: processo judicial contra PF (Foto/CCOM)

Após uma nova operação da Polícia Federal para investigar a possível participação de membros do governo piauiense em atos ilegais, a administração pública revida. Ao invés de apresentar uma defesa convincente ou mesmo procurar esclarecer a sociedade, faz ataques contra a instituição policial federal. Verdadeiras ameaças. Veja abaixo trecho de nota divulgada pela Coordenadoria de Comunicação Social do governo:

“Uma vez comprovada que não há nenhuma responsabilidade por parte do Governo, também irá acionar judicialmente, por abuso de autoridade, os responsáveis pela acusação prévia e precipitada da operação.”

A ameaça contra a PF traduzida em miúdos

O governo preferiu ameaçar a Polícia Federal. Será processada judicialmente, diz a nota divulgada pela CCOM, sob cuidados do jornalista Allisson Bacelar. O vídeo abaixo conta detalhes:

Os ataques têm fim específico

Os ataques contra a PF têm um objetivo específico. Desviar a atenção da opinião pública. Buscar um atestado de inocência antecipado. Como sempre, a partir de meios de comunicação que também precisam ser investigados. Notícias, notas, comentários. Todos a reproduzir não a investigação, mas a divulgação palaciana. O que diz o palácio, neste caso, tem ares de verdade absoluta, incontestável.

Um absurdo o que se gasta com esses veículos mensalmente. Por ano, entre R$ 30 milhões e R$ 50 milhões. Dinheiro que seria suficiente para construir um hospital maternidade por ano. Enquanto isso, centenas de crianças nascem mortas nas dependências da Evangelina Rosa. Uma lástima.

O que é a Operação Fake SMS:

Tem por objetivo investigar a contratação, pelo governo do Piauí, de serviços de disparo automático de mensagens via aplicativo com fins eleitorais. A PF nos informou que foram cumpridos dois mandados de busca, expedidos pelo juízo da 98ª Zona Eleitoral, em Teresina.

Foi apenas um personagem, mas tanto sua residência quanto sua empresa foram alvos das buscas e apreensões. Policias apreenderam documentos, celulares e mídias de armazenamento. Também nos informa a PF que realmente existe contrato entre a empresa do investigado e o governo do estado. O que está sendo apurado agora é se o tipo de serviço prestado se enquadra nos disparos irregulares em massa.

Veja o que diz a PF:

ׅ“O material apreendido agora será analisado pela PF. com o objetivo de comprovar se o serviço contratado era utilizado com a finalidade específica de emitir mensagens ou comentários na internet para ofender a honra ou denegrir a imagem de candidato, partido ou coligação, o que constitui crime eleitoral.”

A comunicação da PF falou conosco:

Conversamos por volta de meio-dia com a assessoria de comunicação da PF/PI. Nos disse a assessora: “Tudo o que podemos informar é que a operação cuida em apurar o disparo de mensagens para beneficiar candidatos do governo e contrapor candidatos da oposição. Não temos como dizer o nome dos implicados, no caso é apenas um indivíduo, mas que foi alvo de busca e apreensão em duas frente. Sua residência e sua empresa. Neste caso, temos como afirmar, peremptoriamente, que o governo contratou a empresa em questão. O que está sendo investigado agora é se esse contrato envolve disparos em massa, no tocante ao que já esclarecemos, em face do contratante e em prejuízo dos seus adversários.”

O mensalinho do Twitter implica governador

Outro caso notório e bastante parecido foi o mensalinho do Twitter, conforme definido por publicações nacionais. O governador Wellington Dias (PT) já é alvo de investigação pelo Ministério Público Federal, em Minas Gerais. Isso porque um dos principais envolvidos era o governador mineiro daquele período, 2018, Fernando Pimentel, também do PT, que não conseguiu reeleição.

O termo “mensalinho do Twitter” é usado para definir, portanto, suposto esquema em que o PT teria pago influenciadores digitais para propagarem postagens positivas a candidatos do partido nas eleições de 2018. O governador, claro, negou e disse que estava sendo alvo de perseguições da imprensa.

O novo mensalinho já vem sendo denunciado

Nas redes sociais é só no que fala. Centenas de elementos em grupos sociais divulgam notas a favor do governo e contra os adversários. A favor dos candidatos do governo e contra os candidatos da oposição. Estima-se que sejam pagos aleatoriamente. Não necessariamente pelos órgãos oficiais. O que se investiga é uma triangulação.

Uma empresa é contratada, recebe os recursos, contrata os influenciadores, jornalistas, propagandistas de internet ou supostas lideranças comunitárias. O governo repassaria o dinheiro para a empresa sob pretexto de suposta publicidade oficial. A empresa se encarrega do restante. Existem centenas, talvez milhares de elementos atuando no submundo da internet para divulgar esse tipo de mensagem. E não é de hoje.

Veja agora o que diz a nota oficial do governo:

“O Governo do Estado do Piauí informa que não foi notificado e de nenhuma forma acionado a respeito da operação “Fake SMS”. Esclarece que não tem contrato com nenhuma empresa para o envio de mensagens em massa e nem tem responsabilidade sobre contratos feitos por quaisquer candidatos para fins eleitorais. Estranha ainda que o Governo do Estado seja citado em uma operação em que o material apreendido ainda será periciado, apontando o Governo como possível culpado em uma investigação que ainda será iniciada.

Destaca que, caso haja responsabilidade de algum agente público por qualquer ato, todas as providencias serão adotadas imediatamente a fim de punir os responsáveis. Uma vez comprovada que não há nenhuma responsabilidade por parte do Governo, também irá acionar judicialmente, por abuso de autoridade, os responsáveis pela acusação prévia e precipitada da operação.” (Toni Rodrigues)

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI
Atualizado às 03h36 - Fonte: Climatempo
28°
Muitas nuvens

Mín. 23° Máx. 38°

31° Sensação
13 km/h Vento
70% Umidade do ar
90% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (27/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 37°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quarta (28/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 37°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias