Domingo, 25 de Outubro de 2020
86 99979-7842
Política FAKE SMS

Relações obscuras: Mobi-Mark arrecadou R$ 11,9 milhões do governo do Piauí

Empresa que trabalha com disparos de internet também firmou contrato com a Seduc no valor de R$ 7,1 milhões

18/10/2020 10h17 Atualizada há 7 dias
311
Por: Redação

Nada mal para uma pequena empresa de tecnologia da informação. A Mobile Web Tecnologias e Sistemas Ltda, ou simplesmente Mobi-Mark, conseguiu arrecadar do governo do estado do Piauí a quantia de R$ 11.899.226,94. Conseguiu R$ 7,120 milhões da Secretaria de Educação.

Foram oito anos, de 2010 a 2018. Tudo começou ainda num governo comandado por Wellington Dias (PT). Poucos meses daquele ano inicial. Ele ficou no poder até abril quando renunciou para concorrer ao Senado.

Antes, disse que tinha conversado com Deus e que o Todo Poderoso tinha recomendado que ele ficasse. No dia seguinte foi a Brasília conversar com o então presidente Lula, condenado em dois processos em segunda instância e mantido em liberdade por Ato Institucional do STF (Supremo Tribunal Federal). Voltou ao Piauí dizendo que seria candidato. Deixaria, pois, o governo. Lula tem mais influência sobre ele que o Criador. Coisa de petista.

A empresa Mobi-Mark pertence a um sujeito que não se apresenta com frequência. É visto com muita dificuldade nos lugares públicos. Prefere a obscuridade dos ambientes da internet. Um amigo seu disse que ele mantém relações escusas com o governador. Mas não tem nenhuma certeza sobre acusações de disparos em massa.

“Essa coisa de disparo em massa é assunto antigo entre as pessoas que trabalham com tecnologia da informação”, declarou.

Carlos Alexandre Pontes Neves detesta ser encontrado. Detesta se relacionar publicamente. Sua empresa manteve ligações com a Secretaria de Educação do estado. Tudo ao tempo da deputada Rejane Dias como secretárias. Vejamos: no dia 15 de junho de 2015 firmou contrato com a Seduc no valor de R$ 1.790.400,00; em 21 de setembro de 2016, outro contrato, no total de R$ 5.330.046,00.

Os contratos com a Secretaria lhe renderam a importância de R$ 7.120.446,00. Objetivo a ser alcançado: combate à evasão escolar e ao bullying nas ecolas. Se um aluno for tripudiado por outro bastava acionar o aplicativo no celular para encaminhar um SMS ao comando do sistema. Não se sabe ao certo no que isso poderia resolver o problema. Mas a despesa estava feita e tinha que ser paga.

Confira abaixo extrato publicado no Diário Oficial do Estado:

EXTRATO DO CONTRATO Nº 132/2016

NÚMERO DO PROCESSO: 0006205/2016

MODALIDADE DE LICITAÇÃO: Inexigibilidade Nº 009/2016

FUNDAMENTO LEGAL: Regido pela Lei de nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e Lei Federal nº 9.648, de 27 de maio de 1998.

CONTRATANTE:c20SECRETARIA ESTADUAL DA EDUCAÇÃO

SEDUC. CNPJ: Nº 06.554.729/0001-96.

CONTRATADO: MOBILE WEB TECNOLOGIAS E SISTEMAS

LTDA EPP. CNPJ: Nº 11.455.066/0001-92.

OBJETO: Manutenção de sistema integrado para combate à evasão escolar e ao bullying nas escolas da rede estadual de ensino, através da tecnologia móbile celular, com o uso de serviço integrado de mensagens interativas, ambiente web e desktop, com funcionalidades de Gestão Escolar/Conselho Tutelar.

PRAZO DE VIGÊNCIA: 1 (um) ano.

PRAZO DE EXECUÇÃO: 12 (doze) meses.

DATA DE ASSINATURA DO CONTRATO: 21 de setembro de 2016.

VALOR GLOBAL: R$ 5.330.046,00 (cinco milhões trezentos e trinta mil quarenta e seis reais).

UNIDADE ORÇAMENTÁRIA: 14.102; ELEMENTO DE DESPESA: 3.3.90.39; PLANO DE TRABALHO: 12368122130.

FONTE DE RECURSOS: 00 Tesouro Estadual

SIGNATÁRIOS: Rejane Ribeiro Sousa Dias Secretaria de Educação. Carlos Alexandre Pontes Neves Responsável

Código do Poder denunciou em 2017

O caso é antigo. Foi denunciado pelo blog Código do Poder, do jornalista Aquiles Nairó, em data 18 de abril de 2017. O jornalista informa sobre críticas da jornalista e hoje deputada Joice Hasselman: “Joice atacou o contrato sem licitação de R$ 5 milhões que a Secretaria de Educação do Piauí tem firmado com a empresa Mobi Mark (Mobile Web Tecnologias CNPJ: 11.455.066/0001-92).  A empresa tem sede no bairro Jockey Club, em Teresina.”

O contrato de R$ 5,3 milhões assinado pela primeira-dama Rejane Dias, era anteriormente de R$ 1,7 milhão. Rejane deu um aumento de quase 400% em setembro de 2016. Tudo feito sem nenhuma licitação. A Mobi-Mark é uma empresa excepcional. A jornalista que fazia oposição a Wellington Dias na época disse que um dos sócios da empresa teria dado uma pequena quantia para a campanha do governador:

O caso é antigo. Se providências tivessem sido adotadas pelas autoridades competentes no tempo hábil certamente não haveria tamanho prejuízo ao erário. Segue a mesma escrita de outros escândalos. Voracidade do esquema, por um lado, e omissão das autoridades competentes por outro. (Toni Rodrigues)

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Teresina - PI
Atualizado às 07h45 - Fonte: Climatempo
27°
Muitas nuvens

Mín. 24° Máx. 37°

29° Sensação
6 km/h Vento
79% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (26/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 38°

Sol e Chuva
Terça (27/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 37°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias